casal fazendo bolas de sabão

O DIABETES TIPO 1

em geral se desenvolve em crianças, adolescentes ou adultos jovens. Nesse tipo de diabetes, as células do pâncreas param de produzir insulina porque o corpo ataca ou destrói essas células. O diabetes tipo 1 não tem cura.

   O DIABETES TIPO 2

é a forma mais comum da doença e pode se desenvolver em qualquer idade, mas ocorre principalmente a partir dos 40 anos. Nesse tipo de diabetes, o corpo não produz insulina em quantidade suficiente e a insulina produzida pelo organismo não age de forma adequada. Assim, o fígado pode produzir glicose mesmo quando não há necessidade. O diabetes tipo 2 não tem cura.

   O DIABETES GESTACIONAL

pode ocorrer nos estágios finais da gravidez e, em geral, desaparece depois do nascimento da criança. As mulheres que tiveram esse tipo de diabetes têm mais probabilidade de ter diabetes tipo 2 posteriormente, em idade mais avançada.

Menu Diabetes

Família unida em um parque

A resistência à insulina, que comumente precede o diabetes tipo 2, é uma condição na qual gordura, músculos e células hepáticas não usam a insulina adequadamente. Inicialmente, o pâncreas se adapta produzindo mais insulina.

À medida que as células do pâncreas começam a trabalhar com menos eficácia, ele gradualmente perde a capacidade de se adaptar e não produz insulina em quantidade suficiente.

Estar acima do peso e ser sedentário aumentam as chances de desenvolvimento de diabetes tipo 2.

A genética pode, também, contribuir para o desenvolvimento do diabetes.

AS MEDIDAS QUE PODEM SER TOMADAS INCLUEM:

  • FAZER ESCOLHAS ALIMENTARES SAUDÁVEIS
  • SER FISICAMENTE ATIVO
  • PERDER PESO
  • TOMAR MEDICAMENTOS PARA DIABETES, QUANDO INDICADO PELO MÉDICO
  • CONTROLAR A HIPERTENSÃO ARTERIAL (PRESSÃO ALTA)
  • MELHORAR OS NÍVEIS DE COLESTEROL

Algumas vezes essas mudanças não são suficientes.

Nesse caso, é importante conversar com o seu médico para rever as opções de tratamento.

O médico pode recomendar consultas de acompanhamento para ajudá-lo a monitorar seus níveis glicêmicos.

O QUE ACONTECE NO DIABETES TIPO 2

Comparativo Diabetes Tipo 2

Quando se tem diabetes tipo 2, o corpo tem dificuldade para usar o açúcar dos alimentos para obter energia.

Os diagramas ao lado demonstram como o alimento é metabolizado em uma pessoa sem diabetes e em uma pessoa com diabetes tipo 2.

VOCÊ PODE ASSUMIR O CONTROLE

A meta principal do tratamento do diabetes é reduzir os níveis de glicose no sangue. Alimentação saudável, atividade física e determinados medicamentos podem ajudar a melhorar sua saúde. Converse com o seu médico para determinar o que é melhor no seu caso.

O que você pode fazer?

Aprender a viver com diabetes pode, no início, parecer difícil. Você pode não saber quando a glicemia (chamada também de açúcar no sangue) está alta, porque você não se sente diferente. Por isso é tão importante manter os níveis de glicose no sangue dentro da sua meta. Isso pode ajudar a prevenir problemas de saúde no longo prazo.

Embora determinados fatores de risco para o diabetes não possam ser controlados como, por exemplo, o histórico familiar de diabetes, o processo de envelhecimento ou pertencer a grupo étnico de alto risco, existem três etapas importantes que podem ajudar a controlar os níveis de glicose:

1. Alimentar-se de forma correta e aumentar a atividade física

2. Acompanhar os níveis da glicemia, conforme orientado pelo seu médico

3. Tomar regularmente os medicamentos prescritos para você

Colabore com a equipe de saúde para definir metas pessoais para os níveis de glicose no sangue, peso e atividade física. Trabalhando juntos, terão melhores condições para dar os passos necessários para ajudar a controlar o seu diabetes.

Se estiver comendo corretamente e praticando exercícios, ótimo! Mesmo assim, será necessário acompanhar os níveis de glicose no sangue, conforme orientado pelo seu médico. Como regra geral, você não deverá mudar o modo como toma os medicamentos sem primeiro conversar com seu médico.

Manter os níveis de glicose (açúcar) no sangue próximos do normal ajuda você a se sentir melhor e reduz o risco de complicações a longo prazo. O monitoramento cuidadoso é a única forma de assegurar que os níveis de glicose no sangue permaneçam dentro dos valores adequados.

Um plano de alimentação saudável inclui fazer as refeições diariamente no mesmo horário e ingerir uma variedade de alimentos. Verificando a glicemia duas horas depois de uma refeição, você saberá como os diferentes alimentos o afetam. Ao longo do tempo, você terá condições de prever como os alimentos e as combinações de alimentos afetarão os seus níveis de glicose no sangue.

De acordo com a Federação Internacional do Diabetes, mais de 80% das pessoas com diabetes tipo 2 estão com sobrepeso. Se você tem diabetes e sobrepeso, perder peso poderá ajudá-lo a controlar melhor o seu diabetes. De fato, reduzir o peso do corpo em apenas 5% e ser fisicamente ativo por, pelo menos, 30 minutos por dia podem trazer benefícios significativos para a saúde. Além disso, perder peso pode contribuir de outras formas para a sua saúde, como:

  • Reduzir a glicemia e a pressão arterial
  • Melhorar o nível das gorduras que circulam no sangue
  • Diminuir a tensão sobre o quadril, os joelhos, tornozelos e pés
  • Permitir que você se movimente e respire melhor
  • Permitir que você obtenha mais energia

TRATAMENTO DO DIABETES COM MEDICAMENTOS Algumas pessoas podem controlar a glicemia (açúcar) comendo de modo mais saudável e praticando exercícios. Entretanto, muitas pessoas com diabetes tipo 2 também precisam tomar remédios. OPÇÕES DE TRATAMENTO DO DIABETES Em geral, a primeira etapa do tratamento do diabetes tipo 2 inclui restrição de calorias na dieta, restrição de açúcares e aumento da atividade física. Entretanto, essas medidas nem sempre são suficientes para levar os níveis de glicose no sangue a valores próximos aos de referência. O seu médico poderá prescrever um ou mais medicamentos para ajudar a reduzir os níveis da glicemia. Tome seus medicamentos regularmente de acordo com a prescrição. Só suspenda o seu tratamento se orientado pelo seu médico.

Praticar atividades é importante para todos, mas especialmente para as pessoas com diabetes, por ajudar a mantê-lo sob controle e reduzir o risco de complicações. Descubra o que você pode fazer para se tornar mais saudável.