A higiene íntima feminina está rodeada de mitos: a mulher pode fazer ducha? Tem de usar sabonete especial? A limpeza, porém, é a mais simples possível, sem grandes mistérios ou truques, conforme afirmam os médicos especialistas.

A vagina tem uma proteção natural e é capaz de se manter limpa sozinha. A lubrificação é capaz de manter a parte interna protegida e higienizada sem interferência externa. Inclusive, o exagero de limpeza pode ser prejudicial: sabonetes, duchas internas e outros produtos podem remover essas barreiras naturais e deixar a região vulnerável.

A região externa, entretanto, precisa de limpeza diária para evitar doenças, odores impróprios e a proliferação de fungos e bactérias. Ginecologistas apontam uma receita simples para limpar a área da vulva: água morna, sabonete suave (os específicos para a área vaginal podem ser indicados) e os dedos. O uso de esponjas ou cotonetes pode irritar e machucar a região íntima, então, deve ser evitado.

Sabonetes líquidos especiais têm pH (nível de acidez) específico para o controle de fungos e bactérias na área vaginal. Os de barra são menos indicados por facilitarem a proliferação de germes e também por poderem ser compartilhados. Após a limpeza, é importante que a região seja bem seca com uma toalha, de maneira suave.

Menstruação e odores

É normal que a região vaginal tenha um cheiro característico. E isso não significa que ela esteja suja. Se você faz a limpeza diária indicada, não tem por que se preocupar, de acordo com especialistas. Só há razão para preocupação se o odor for muito forte ou diferente do que se está acostumada. Nesse caso, é necessário visitar um médico.

Durante a menstruação, algumas mulheres têm a sensação de estarem sujas e até fazem duchas internas. Médicos, no entanto, não recomendam essa prática: além de remover a proteção natural, isso pode causar irritação e levar bactérias externas para a região, facilitando a contaminação e o desenvolvimento de doenças.

Absorventes devem ser trocados com frequência e usados apenas no período menstrual. Dê preferência para os do tipo sem cheiro ou outras coisas especiais: esses elementos podem causar irritação. Nesse momento, é adequado que a limpeza na região externa seja ampliada, mas sempre com água e sabonete adequado.

Fontes
  1. Better Health Channel. Personal hygiene. Disponível em: http://www.betterhealth.vic.gov.au/bhcv2/bhcarticles.nsf/pages/Personal_hygiene. Acessado em outubro de 2015.
  2. University of Iowa Hospitals & Clinics. Obstetrics and Gynecology. Disponível em: http://www.uihealthcare.org/womenshealth/. Acessado em outubro de 2015.